Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Junho 21 2010

Carmo Vasconcelos/2006

 

 

ACÇÃO DE GRAÇAS

(No meu aniversário, em 27/5/2010)

Carmo Vasconcelos 

 

 

Ante a manhã radiosa me curvei

O peito arfante, olhar embevecido,

Ido o degrau a mais, atrás vencido,

E a nascitura etapa que ganhei!

 

Desilusões e abrolhos não lamento,

Em oposto, os bendigo, plo lançado

Crédito escrito a dores, mas alcançado

Num carma evolutivo em incremento.

 

Que importa as cãs, os passos hesitantes,

O olhar cansado, a cútis já sem brilho?

Se espelham da minha alma o andarilho

À procura de acertos compensantes.

 

E a cada aniversário conseguido

Eu ergo as mãos em preces de louvor

Ao nosso Deus supremo que em amor

Me abençoa com o ignoto a ser vivido.

 

E em festa, rejubilo, agradecida,

Pela Divina oferta… E em preces lassas

Aos Seus sagrados pés ajoelho, em graças,

Louvando a feliz dádiva da vida!

 

***

Lisboa/Portugal

27/Maio/2010

http://carmovasconcelos.spaces.live.com 

 

 

publicado por Carmo Vasconcelos às 04:29

Junho 21 2010

 

 

  
Não podendo estar presente nas mais recentes actividades da APP
por motivos vários da minha vida pessoal, venho deixar a minha singela homenagem 
à Nobre Associação Portuguesa de Poetas,
à qual me orgulho de pertencer faz tempo, tendo até já feito parte dos seus Corpos Directivos.
*
 Assim, parabenizo e aplaudo todas as acções que vem desenvolvendo
em prol da Poesia e da difusão dos seus associados, não só em Portugal como além fronteiras.
*
E louvo a sua Presidente, Escritora Maria Ivone Vairinho,
que, ao longo de 8 anos de mandato, a tem conduzido
com Elevação, Vontade, Saber e Arte,
não se poupando a esforços para a levar cada dia mais longe e mais alto,
numa já sobejamente reconhecida qualidade e nobreza, no panorama poético português.
*
Para Maria Ivone Vairinho, digna Presidente da APP, e minha especial amiga,
a minha admiração e o meu carinho, 
 * 
Lisboa, 19 de Junho de 2010
Carmo Vasconcelos
Sócia n.º 386
 
publicado por Carmo Vasconcelos às 03:59
editado por appoetas às 08:32

Junho 03 2010

Ainda não nasceram as palavras

Que haverei de cantar-te agradecida

Pla colheita dos versos que aqui lavras

Poeta-amigo, pão da minha vida!

 

Tuas letras são remédio que aduba

Tua seara - mente e coração

Tua pena o ancinho que derruba

Ervas daninhas - dor e solidão

 

Ervas desse teu chão e meu também

Que o mesmo solo habitas como eu

Filho que és da mesma terra-mãe...

 

Ou não sejas, poeta, o meu irmão

Que o mesmo amor Divino concebeu

E que enlaçou na tua a minha mão!

publicado por milualves às 19:12
editado por appoetas em 16/06/2010 às 16:35

Maio 06 2010

 

 

 

AURAS
Carmo Vasconcelos

 

 

No imponderável nada da asa caída,
a aura do voo castrado.
Essa diáfana e mística aura,
em tudo permanecente;  
até no vazio duma flor decepada,
na lacuna dum membro amputado.

 

Similarmente, e à revelia da vontade,
essa luminescência etérea,
emana, ainda, do sonho golpeado.
Ela bordeja, sutil, mas latente,
o vácuo inesperado
da ilusão que se extinguiu.

 

Incómoda vidência do oculto,
quando essa radiância esmaecida 
cresce em vulto e cor,
na reavivada percepção da coisa nula!

 

Perene emanação do idílio que se foi
e não era pra ter ido…
Apartado, destruído!

 

***
Lisboa/Portugal
8/Abril/2010
http://carmovasconcelos.spaces.live.com

 

 

 

 

 

publicado por Carmo Vasconcelos às 02:07

Maio 06 2010

Titian, Gipsy Madonna, c.1512 

 

 

MÃE
Carmo Vasconcelos

 

 

Tal Rainha Santa que das rosas fez o pão,
Tu tornas, mãe, nesse teu ventre, o amor em filhos!
Nessa alquimia,  os vais juntando, quais cadilhos,
À nívea franja do teu grande coração!
 
Não sendo tu Rainha ou Santa, és abençoada,
Por milagrosamente o teu corpo gerar
O poema excelso, transcendente e milenar, 
Parido em sangue e dor na carne lacerada!
 
Dores atrozes que,  extasiada, desmereces
Ao no regaço ter o frágil ser que aqueces
Ao calor ímpar desse instante divinal! 
 
E desligado o ténue fio umbilical,
Só rompe a morte esse amarrado amor materno,
Posto que atado foi no céu plo Pai Eterno!


***
Maio/2008
In E-Book “Sonetos escolhidos III”
http://carmovasconcelos.spaces.live.com


 

publicado por Carmo Vasconcelos às 01:45

Maio 06 2010

Primavera, de Bottticelli

 

 

 

PRIMAVERA
Carmo Vasconcelos
 
Desabrochadas, minhas rosas amarelas
São doce imagem de formosa alegoria,
A me lembrar noites banhadas de euforia
E de extasiados sonhos, rútilos de estrelas!
 
Ao despertar, pintam-me cor n’alvas manhãs
Em que, de longe, chegam rufos de tambores 
A convidar à floração castos amores
De similares seivas, prístinas irmãs!
 
Porém se as toca a brisa, imploram-me água perto;
O marginar de um rio que afoito corra certo
A acarinhar a terra madre que o venera!
 
E mais segredam minhas rosas amarelas:
Que uma Divina inspiração se serviu delas
Pra consagrar, maravilhosa, a Primavera!

 

***
25/Março/2007
In E-Book  “Sonetos Escolhidos III”
http://carmovasconcelos.spaces.live.com

publicado por Carmo Vasconcelos às 01:16

Abril 19 2010

La poesie, Lambert S.Adam - 1752

 

 

HOMENAGEM À ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE POETAS

NO SEU 25º ANIVERSÁRIO, em 3 de Abril

1985/2010

 

 ACRÓSTICO

 

Altos ideais e labores tantos,

Sentimentos à solta pela pena,

Simétricos voos, alma não pequena,

Odes desfilando em alegria ou prantos.

Cismas e anseios, utopias e encantos,

Insatisfações de lida ingrata,

Amores e desamores que a vida cata,

Cóleras e revoltas, orares santos,

Águas, terra e céus, aqui cantamos,

Orgulhosos deste lar que veneramos!

 

Portugueses da raiz e seus rebentos,

O sangue dos imortais trovadores

Recebemos… nos genes, seus valores

Temos, para honrar os seus talentos.

Urge multiplicar as suas trovas,

Garante deste cunho português,

Único povo que primeiro ao mar se fez,

Esmorecendo nunca em duras provas.

Somos os seus filhos, sonhadores,

Altivos e nobres… poetas, prosadores!

 

Dando ao mundo, em versos, novo rumo

Erguida a alma, pé no chão e pena a prumo!

 

Parabéns te damos, nossa eleita Associação,

Olhos postos na cultura em primazia,

Enleados na amizade e na poesia,

Te exaltamos hoje em alegria e comunhão!

Associação Portuguesa de Poetas

Sábia, pla Palavra atingindo nobres metas!

 

***

Lisboa/Portugal

Carmo Vasconcelos

http://carmovasconcelos.spaces.live.com

 

 

publicado por Carmo Vasconcelos às 22:12
editado por appoetas em 21/04/2010 às 10:24

Abril 01 2010

 

UNIDA À DOR DO CRISTO

Em *Sexta-feira Santa*

Carmo Vasconcelos

 

 

Só me restava, em lágrimas, orar...

Prostrada a um canto, ouvir o despudor

Dos ímpios que, em sarcasmo, o Redentor

Arrastavam, sem dó, a crucificar!

 

Eram tormentos Seus o meu martírio,

Contra os algozes, minha vã revolta!

E, na vontade de os matar, à solta,

Pecava também eu nesse delírio!

 

Da carne viva em chaga, era o meu sangue

Que emergia; e aos do Cristo equalizados,

Eram meus pés e mãos os perfurados!

 

Ante a Virgem que olhava o Filho exangue,

Morrer com Ele, era a ânsia que eu sentia...

Ignorando a ALELUIA que adviria!

 

***

Lisboa/Portugal

10/Abril/2009

In E-Book “Sonetos Escolhidos III”

http://carmovasconcelos.spaces.live.com

publicado por Carmo Vasconcelos às 21:28
editado por appoetas em 02/04/2010 às 06:15

Abril 01 2010

 

 

IMITAÇÃO DE CRISTO

Carmo Vasconcelos

 

 

Meu grande amor elevo ao altar fraternal,

Onde o sentir ajoelha, humilde e despojado,

Entre círios ardentes de eterno cuidado

E casta oração, nua de apelo carnal.

 

 Transitório é esse outro amor terreno,

Quase sempre eivado de monstros de castigos

Que esgrimam pela posse, em ciúmes inimigos,

Em negação do divino e vero amor pleno.

 

 Orando dou graças por ti, irmão amado,

Pela tua gloriosa e digna ascensão,

Sem que na mente albergue diferente ambição,

Que não seja a de ver-te em paz harmonizado.

 

 Amor puro que tudo oferece e nada exige,

À semelhança do Deus-Pai que nada pede

Pla Natureza que criou e nos concede

Para que nela cada ser se regozije.

 

 Foi essa a missão que o Criador me reservou:

Amar-te em regozijo apenas porque existes,

Sabendo-te um irmão no ideal em que persistes

De amar ao próximo como Jesus amou!

 

***

 Lisboa/Portugal

Agosto/2008

http://carmovasconcelos.spaces.live.com

 

publicado por Carmo Vasconcelos às 20:42
editado por appoetas em 02/04/2010 às 06:18

Março 20 2010
Ser pai é ser a ponta da raiz,
A que perfura a terra e a engravida,
Levando o sémen ao útero aprendiz
Que da mera semente gera a vida!
 
É obra que só vinga, partilhada,
Em casto amor-natura, soberano,
Pois é mister que a terra seja amada
Para que dela brote o fruto humano!
 
Pai é força motriz, causa e efeito
Da energia que impulsiona, geradora,
O milagre divino da existência...
 
Pra conceder à Mãe a excelência
De na pura matriz procriadora
Gerar o fruto-amor, o filho eleito!
***
Lisboa/Portugal
19/Março/2010
 
***
http://carmovasconcelos.spaces.live.com
publicado por appoetas às 03:12

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

blogs SAPO